Olha eu de novo...

07.04.2020

 

Olha eu de novo, 
atravessando a rua,
dobrando a esquina,
e mais uma vez,
te vendo caminhar 
em minha direção. 
Seus movimentos pendulares,
seus raios de luz 
em meu rosto,
sua intensa luz,
que me obriga usar óculos escuros e diminuir os passos. 
Arrasta suas asas,
logo para mim..
que sou passarinho.
Quase te peço.. me olha 
de novo.
E não desvie o olhar.
Se soubesse a próxima esquina que te encontrasse, prometia eterna quarentena. 
Não há nada de novo, 
exceto a forma com que agora te olho.
Queria simplesmente passar.
Mas ao contrário deles, eu te vi.
E acho que você ficou presa em meu olhar.

 

 

Keyla S. Moreira

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaque

Invadimos a WEB!

February 28, 2017

1/1
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now